terça-feira, 6 de novembro de 2012

Amor que não se mede

Eu tento mensurar o amor que sinto, mas não tenho sucesso.

Como medir o que não tem tamanho?

Como falar da importância de alguém se esse próprio alguém já é a sua vida?

Como dizer que por essa pessoa hoje o mundo é mais colorido e tudo faz mais sentido se ele já é meu mundo?

Como dizer da minha importância na sua vida se durante tanto tempo fui sua bebida e sua comida, e fui suficiente.

Queria prender meus sentimentos através do tempo para naqueles momentos em que você pensar que ninguém sente amor por você, eu te cobrir de beijos e palavras de carinho.

Não quero prender meus sentimentos para você me ver chorando quando fizer sua primeira viagem sozinho e ter certeza que uma mamãe muito babona e coruja vai estar sempre te esperando.

Queria poder congelar cada imagem ao acordar, cada sorriso, cada chorinho de quem quer dengo, cada beijinho na boca que você me dá, cada pergunta que você faz e eu não sei a resposta, cada palavra que sai da sua boca, cada olhar que você dá, cada franzidinha de testa, cada bico maior do mundo, cada vez que você tenta fazer o número dois e três com os dedinhos, cada segredo contato baixinho ao pé do ouvido (te amo)...e depois cada vezinha que você me imita quando logo após eu digo "ôô que coisa mais linda. Também te amo!"

Esse tipo de amor não tem medidas. Nunca terá.

Não é clichê quando digo que amor de mãe é único, e só quem é MÃE sabe do que estou falando.

Filhão, Te amo mais que tudo no mundo. Te amo. Te amo.

Mami B.




quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Riq, o príncipe de todas as Cinderelas

Quero nem comentar esse todas do título porque já me encho de ciúmes!!

Já tem algum tempo que Riq aprendeu a montar peças tipo Lego. Certo dia, enquanto eu estava arrumando a casa, ele estava brincando e me chamou.

Riq- Mãe, mãe! Vem cá ver o que eu estou fazendo!
Eu- Oi, filho. O que é isso?
Riq- É um castelo, mamãe.
Eu- Mas que lindo, filho! Parabéns!
Riq- É o seu castelo, mãe. Você é uma princesa, a princesa Cinderela. E eu sou o príncipe.
Eu- E papai? É príncipe também?
Riq- Não, mamãe!! (Quase chorando) Só eu sou seu príncipe! Só eu.

Não obstante, esse mocinho diz que é príncipe de outras princesas! E chega a minha vez de dizer que ele é só meu. Mas, a conversa dele muda. E ele passa a dizer que mesmo só ele sendo príncipe tem outras menininhas que são princesas Cinderela.

É cada uma..

Te amo, te amo!

Mami B.

Meu príncipe

Henrique está mais sabido que nunca!
No segundo semestre mudou de turma! Fiquei feliz pela evolução que ele apresentou, mas, ao mesmo tempo, estava cheia de dúvidas.
Levou uma semana até que ele estivesse adaptado à nova salinha e no começo ele dizia que não gostava, que queria voltar pra sala de Tia Zilma porque Tia Suzana era chata e fazia (SSHH). Toda vez fico rindo quando conto essa história.
A verdade é que ele evoluiu de maneira incrível! Passou a prestar mais atenção quando a gente fala, procura entender melhor as coisas, pergunta o porquê de tudo, adora ler, desenhar, pintar, assistir desenhos e filmes, escutar música, jogar bola, tocar guitarra, tomar banho de piscina, ir à praia, passear de carro, etc.
À tarde ele volta pra antiga salinha para fazer atividades de recreação. E as tias dizem que ele come e pede loo pra voltar porque é de fato apaixonado pela Tia Zilma! Coisa fofa.
No entanto, ele já fala que ano que vem vai pra salinha de Tia Dani. E eu que estava super aflita, pensando como seria mais uma mudança na vidinha dele, ele vem com essa história de que já entende tudo e já sabe que ano que vem vai mudar de sala.
Ah! E ainda quer jogar futebol! Ontem ele estava jogando com Pedro e disse que vai ser jogador.
E puxando o assunto... Perguntei ao lindão o que ele quer ser quando crescer e a resposta foi simples: adulto.

Te amo, filho lindo!!!
Te amo muito!!

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Riq e a família

Meu filho além de ser o neném mais lindo do mundo também é muito apegado aos primos e tios. Todo final de semana eu gosto de fazer um tour na casa de todos e ele também adora!

Ultimamente não temos ido muito à casa da Vovó Walkíria e eu já percebi que ele está com saudade. A vovó já está me ligando pra cobrar!

Toda vez que vamos à casa da Vovó Sandra é uma festa! Riq adora ficar conversando com a Titia Gabi e brincar de carrinho com o Titio Janjão. E, como na casa de vô/vó pode tudo, ele termina se esbaldando nas guloseimas! "Só uma vezinha!" "Bichinho, dá um pirulito a ele!" (Hahaha)

O amor pelas priminhas Lara e Anne também é lindo de ver! Ele corre atrás delas e tenta participar das brincadeiras que são "só para meninas!!!" "Não pode brincar Riq!" E não está nem aí! Gosta mesmo é de se juntar com todo mundo e fazer a algazarra! E na piscina todos se igualam e fazem uma brincadeira só!.

Na casa da Vovó Anita também tem muitos mimos e sempre um almocinho especial! A sopa a Vovó Anita e a babá Deni não deixam faltar! E a "arenga" com a Tia Rafa também já faz parte do cenário! Vô Tonho sempre com os braços abertos pro abraço, adora levar o netinho pra cortar o cabelo!

A Priminha Camilinha só vem pra Recife duas vezes ao ano, mas sempre que chega quer logo ver o primo querido! E ela me ajuda muito com ele! Tem um jeito incrível com criança!

As bisavós Neide, Myriam e Carmem são todas amores pelo bisnetinho! E sempre fazem a maior festa! E o bisavô Aurino sempre pede para ver o bisneto querido, o primogênito!

A Dinda Lu só faz o charme pelo telefone! Porque no meio de uma agenda tão lotada de eventos fica difícil arranjar um tempinho pro afilhado querido! Mas também quando consegue dá uma folguinha gostosa pra mamãe e pro papai! E ela aperta tanto e beija tanto que Henrique até chora! (Hahaha)

A Titia Augusta também vive ligando pedindo pra Riq fazer uma visita! Desde a ultima vez que ele foi e arranjou um pincel pra ficar pintando a casa ela achou a coisa mais linda do mundo e só fala nisso!

O Priminho Vini e a Titia Mila morrem de saudades! E estão sempre ligando para saber das novidades e tentar acompanhar de longe o crescimento do pequeno. E o mesmo nós fazemos para tentar fazer parte da vida do gauchinho lindo!



Mami B.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Bateu saudade

Foi a primeira viagem que papai fez e deixou o neném sozinho com a mamãe.

Pedro pegou o vôo logo de manhã cedinho e eu e Riq fomos ao aeroporto. Na hora que Pedro partiu ele nem ligou, estava todo contente comendo uma coxinha.

Mas, quando chegou em casa de noite, assim que abri a porta ele foi correndo pro sofá e gritou: PAINHOO!!
E, depois de fazer o mesmo em todos os cômodos, quando se deu conta que ele de fato não estava em casa caiu no choro. E Pedro ao saber fez o mesmo! (Hahaha)

São duas crianças mesmo.

Quando fomos ao aeroporto esperar Pedro chegar Riq caiu no sono!


Mami B.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

10.12.11

PRIMEIRA VEZ NO CINEMA

Hoje eu fui ao shopping com Riq! Ficamos passeando a tarde toda. Foi um amorzinho. Uma coisa bem mae e filho. Eu adorei!
Depois encontramos com Lara (minha afilhada) e Vania (tia de Pedro). Decidimos ir ao cinema com as criancas! Lara ja tinha ido, mas Riq nao.
EU que fui comprar as entradas, e me preocupei apenas com o horario da sessao e se o filme era dublado. Afinal, estava com Henrique colocando o cinema de cabeca pra baixo! E ainda e
stava com Pedro ao telefone dizendo que estava a caminho e que queria ver o filme tambem!

Surpresa: quando entramos na sala o filme era em 3D.





Henrique ja estava caindo de sono e foi o maior abuso! Nao queria ficar com os oculos de jeito nenhum. Eu tirei os meus tambem para ver o filme da maneira que ele estava vendo. Lara tambem nao curtiu muito os oculos, mas como é maiorzinha ficava um pouquinho e depois tirava, e colocava de novo.
Compramos pipoca, guarana e bombom! Fizemos a maior bagunca no cinema! Dessa parte Henrique gostou.
Depois de meia hora de filme Pedro e Henrique estavam roncando do meu lado! E eu doida pra sair da sala, pois nao gostei do filme e ja estava morrendo de dor de cabeca por ser em 3D.

Foi uma experiencia unica! Agora so la pros cinco aninhos levo Riq pra ver filme em 3D. E da proxima vez vou prestar mais atencao!





Beijos

Mami B.

Confesso

Eu sempre tive medo de ser uma mãe super-protetora.
Quando Henrique nasceu eu não queria que ele saísse dos meus bracos nem um só segundo.
Quando ele entrou pra escolinha eu e Pedro decidimos que já era hora dele dormir sozinho.
No começo foi mais difícil pra mim que pra ele. Hoje ele fica sem problemas.
Mas, confesso que quando coloco ele pra dormir na minha cama, adormeço com prazer junto dele.
E se Pedro deixar eu fico assim a noite toda.
Se dependesse apenas de mim pra ele ter essa disciplina do próprio quarto acho que seria o maior sofrimento do mundo.
Pois não há nada que me completa mais que ter meu bebe juntinho de mim, dormindo agarradinho.

Tento ser uma mãe perfeita, mesmo sabendo que todo ser humano tem suas falhas e esta sujeito ao erro.
As vezes me acho chata demais por tentar colocar em pratica tudo aquilo que aprendi durante a gestacao sobre educar Henrique.
Agora entendo porque a minha mãe era sempre sempre "a malvada" da historia.
Eu não me importo muito em ter esse papel também. Pois sei que um dia ele vai ter a sabedoria de me admirar. Assim como esta acontecendo comigo.
Cada dia admiro mais a minha mãe. Em silencio. Mas, admiro. Sei reconhecer a importância que ela teve na minha educacao.
Não que me pai não tenha me educado. Ele me educou e muito! Mas, mãe e mãe.


B.