quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Bateu saudade

Foi a primeira viagem que papai fez e deixou o neném sozinho com a mamãe.

Pedro pegou o vôo logo de manhã cedinho e eu e Riq fomos ao aeroporto. Na hora que Pedro partiu ele nem ligou, estava todo contente comendo uma coxinha.

Mas, quando chegou em casa de noite, assim que abri a porta ele foi correndo pro sofá e gritou: PAINHOO!!
E, depois de fazer o mesmo em todos os cômodos, quando se deu conta que ele de fato não estava em casa caiu no choro. E Pedro ao saber fez o mesmo! (Hahaha)

São duas crianças mesmo.

Quando fomos ao aeroporto esperar Pedro chegar Riq caiu no sono!


Mami B.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

10.12.11

PRIMEIRA VEZ NO CINEMA

Hoje eu fui ao shopping com Riq! Ficamos passeando a tarde toda. Foi um amorzinho. Uma coisa bem mae e filho. Eu adorei!
Depois encontramos com Lara (minha afilhada) e Vania (tia de Pedro). Decidimos ir ao cinema com as criancas! Lara ja tinha ido, mas Riq nao.
EU que fui comprar as entradas, e me preocupei apenas com o horario da sessao e se o filme era dublado. Afinal, estava com Henrique colocando o cinema de cabeca pra baixo! E ainda e
stava com Pedro ao telefone dizendo que estava a caminho e que queria ver o filme tambem!

Surpresa: quando entramos na sala o filme era em 3D.





Henrique ja estava caindo de sono e foi o maior abuso! Nao queria ficar com os oculos de jeito nenhum. Eu tirei os meus tambem para ver o filme da maneira que ele estava vendo. Lara tambem nao curtiu muito os oculos, mas como é maiorzinha ficava um pouquinho e depois tirava, e colocava de novo.
Compramos pipoca, guarana e bombom! Fizemos a maior bagunca no cinema! Dessa parte Henrique gostou.
Depois de meia hora de filme Pedro e Henrique estavam roncando do meu lado! E eu doida pra sair da sala, pois nao gostei do filme e ja estava morrendo de dor de cabeca por ser em 3D.

Foi uma experiencia unica! Agora so la pros cinco aninhos levo Riq pra ver filme em 3D. E da proxima vez vou prestar mais atencao!





Beijos

Mami B.

Confesso

Eu sempre tive medo de ser uma mãe super-protetora.
Quando Henrique nasceu eu não queria que ele saísse dos meus bracos nem um só segundo.
Quando ele entrou pra escolinha eu e Pedro decidimos que já era hora dele dormir sozinho.
No começo foi mais difícil pra mim que pra ele. Hoje ele fica sem problemas.
Mas, confesso que quando coloco ele pra dormir na minha cama, adormeço com prazer junto dele.
E se Pedro deixar eu fico assim a noite toda.
Se dependesse apenas de mim pra ele ter essa disciplina do próprio quarto acho que seria o maior sofrimento do mundo.
Pois não há nada que me completa mais que ter meu bebe juntinho de mim, dormindo agarradinho.

Tento ser uma mãe perfeita, mesmo sabendo que todo ser humano tem suas falhas e esta sujeito ao erro.
As vezes me acho chata demais por tentar colocar em pratica tudo aquilo que aprendi durante a gestacao sobre educar Henrique.
Agora entendo porque a minha mãe era sempre sempre "a malvada" da historia.
Eu não me importo muito em ter esse papel também. Pois sei que um dia ele vai ter a sabedoria de me admirar. Assim como esta acontecendo comigo.
Cada dia admiro mais a minha mãe. Em silencio. Mas, admiro. Sei reconhecer a importância que ela teve na minha educacao.
Não que me pai não tenha me educado. Ele me educou e muito! Mas, mãe e mãe.


B.